São homens e mulheres do nosso tempo que fazem a diferença. É espreitar o site! A sério!

"The gallery is an interactive collection of photos of the top 50 thinkers with links to biographies and interviews."

Visit the Gallery

Falling into your gravity

Tuesday, July 28, 2009 | 4 Comments

Summer Tales

Monday, July 27, 2009 | 3 Comments

Bem sei que hoje é segunda-feira e que o trabalho volta a apertar. Mas o sabor que guardo na pele é salgado e morno. É feito da brisa fresca trazida da água, do rasar das gaivotas à procura de peixe, do cantarolar das ondas a roçar na areia fofa. É a tua mão sobre o meu corpo beijado pelo sol.
Eu sei que hoje é segunda-feira e que voltamos ao reboliço da vida de todos os dias. Mas ainda te tenho nesse postal para onde fujo a cada segundo, emerso em tranquilidade e lassidão, com o sabor doce a sangria de frutos vermelhos, risos cristalinos como fontes da alma e mãos dadas a dançar ao entardecer.

Happy Birthday Sweety!

Friday, July 24, 2009 | 0 Comments

Hoje é um dia importante, é o dia do teu 20º aniversário! :)
Hoje é um dia importante, porque apenas o presente é o dia em que podes fazer tudo acontecer, mudar, arriscar, amar, aprender, viver.
Hoje trazes a frescura na pele e a audácia daqueles que tudo podem.
Hoje o teu nome é alegria e abre as janelas para que te libertes em asa e voo.
Hoje as tuas mãos escrevem a fogo e luz o teu destino, traçam no horizonte a tua marca de água.
Hoje eleva o peito e arranca ao vento o grito, anunciando que tomaste o mundo como teu.
Hoje e apenas hoje podes estender os braços para o céu e sentir a eternidade do universo a abraçar-te. Parabéns querida! :*

Gift Therapy

Wednesday, July 22, 2009 | 1 Comments

A sweet for a rainy, cloudy and boring summer day... :)

Work in Progress!

Wednesday, July 22, 2009 | 2 Comments

Genius is one percent inspiration and ninety-nine percent perspiration.
For now I'm only working the perspiration part!
But I'll get there! Oh Yes I will!!! Damn! :)

Veranear...

Monday, July 20, 2009 | 4 Comments

Hoje acordei assim. Com pétalas perfumadas no vestido, a brisa morna a acariciar a pele e uma vontade imensa de balouçar no jardim como quando era miúda. Bom dia e boa semana! Já é mesmo verão! :D


Coisas que ando a ler

Friday, July 17, 2009 | 5 Comments

"Mas o que acontecera ao certo a Sabina? Nada. Deixara um homem porque queria deixa-lo. Esse homem tinha vindo atrás dela? Tinha querido vingar-se? Não. O seu drama não era o drama do peso, mas o da leveza. O que se abatera sobre ela não era um fardo, mas a insustentável leveza do ser."

Milan Kundera in "A insustentável leveza do ser".

A leveza de ser é insustentável porque não nascemos para ser leves, nascemos com uma gravidade que nos cola uns aos outros, que nos enlaça a um peso e dimensão. Mesmo na alma. somos seres dimensionais, e o nosso peso, esse pondus que nos liga à vida, é o amor.

Apetece-me...

Thursday, July 16, 2009 | 5 Comments

Uma Margarita de Morango!

30 ml de tequila,

15 ml de cointreau,

15 ml de cachaça,

5 morangos,

15 ml de sumo de limão,

2 colher de sobremesa de açúcar,

Bastante gelo


Colocar todos os ingredientes no liquidificador e bater. Acrescentar o gelo aos poucos até ficar com a consistência de um sorvete bem aguado. Colocar em taças para margarita, com as bordas das taças cobertas com açúcar.

Ou então vão ao Siesta em Algés, onde vos fazem umas Margaritas de Morango de chorar por mais! E a vista é bem bonita também!

Amor a giz

Thursday, July 16, 2009 | 3 Comments

O giz com que pinto é escarlate
é da côr dos meus lábios
a segredar os versos que te fiz

O quadro é o peito feito ardózia
onde inscreves com deleite e ardor
gravado pelo rasgão do que me diz

És dança, valsa e tango apaixonado
passos felinos por entre as cadeiras
pelas minhas tranças enfeitiçado.

És a tinta em pregaminho esborratado
Vaga febril vulcânica dos amantes
em minha pele por volupia derramado.



Satisfucktion!

Wednesday, July 15, 2009 | 4 Comments

Há dias em que o digo poeticamente... Mas não hoje!
Hoje é mesmo com as letrinhas todas: You give me satisfucktion! ;)

Getting of the closet

Tuesday, July 14, 2009 | 5 Comments

É estranho como acumulamos tanta coisa de que não precisamos...
Nem me considero particularmente materialista. Valorizo o usufruto acima da propriedade. Mas hoje confrontada com a reorganização do meu closet, o qual terá de ser significativamente reduzido devido a questões de espaço, descubro uma infinidade de coisas que nao uso há pelo menos mais de 3 anos!
Mas, por outro lado, sinto-me uma miúda pequena a descobrir tantas coisas bonitas de que já me havia esquecido, experimentado-as como se fossem novidade ou a esbarrar em peças com histórias especiais que me transportam por sensações e recordações doces e das quais será impossível separar-me. ;) Aceitam-se sugestões de clothes crossing... ;)

Feeling Lolita :)

Tuesday, July 14, 2009 | 1 Comments


"Lolita, light of my life, fire of my loins. My sin, my soul. Lo-lee-ta: the tip of the tongue taking a trip of three steps down the palate to tap, at three, on the teeth. Lo. Lee. Ta."

Curtinha do dia

Monday, July 13, 2009 | 57 Comments


Passamos a amar não quando encontramos uma pessoa perfeita, mas quando aprendemos a ver perfeitamente uma pessoa imperfeita.
(San Kenn)

Sharing Strengh Awareness

Friday, July 10, 2009 | 1 Comments


Reborn and shivering
Settled on new terrain
Unsure, unkind, insane
It's faint and shaken

Day one, day one
Start over again
Step one, step one
I'm barely making sense
For now I'm faking it
'Til I'm psuedo-making it
From scratch, begin again
But this time I as I
And not as we

Gun-shy and shivering
Tear it without a hand
Feign brave but still intent
Little and hardly here

Day one, day one
Start over again
Step one, step one
I'm barely making sense
For now I'm faking it
'Til I'm pseudo-making it
From scratch, begin again
But this time I as I
And not as we

Eyes wet toward wide open fright,
If God is taking bias,
I pray he wants to lose

Afternoon Songs

Friday, July 10, 2009 | 2 Comments

Para os habitantes das nuvens

Thursday, July 09, 2009 | 2 Comments

Home Made

Wednesday, July 08, 2009 | 5 Comments

Ou "Home Nightmare"?
Hoje estou num daqueles dias "à beira de um ataque de nervos"!
O corredor do 2º andar está atulhado com montanhas de coisas. Sabem o quanto é fácil esbarrar com o dedo mindinho do pé nestas coisas a caminho do wc quando acordamos?!?
Tenho 4 móveis para montar sozinha, 4 quartos para desocupar e só ainda tirei as coisas de 1 e tenho de trazer tudo para o andar de cima por umas escadinhas caracol de ferro estreitinhas!
Quando preciso de ir buscar coisas à arrecadação (são apenas 4 andares para subir, em escadas sem elevador) descubro que a caixa das tintas está mesmo por baixo de todas as outras toneladas de coisas. É mesmo a última caixa! A seguir terei de forrar tudo e começar a pintar.
Sozinha!
Eu sei que consigo, porque consigo sempre tudo aquilo que meto na cabeça fazer. Mas estou mesmo irritadiça!
Nestes momentos compreendo as pessoas que não mexem um dedo em casa, não vão estragar as unhinhas de gel. Essas é que sabem!

Soul Painting

Tuesday, July 07, 2009 | 3 Comments

Por cá pinta-se a casa da alma como a alma da casa :)


Yann Tiersen deu 3 concertos em Portugal. O músico, autor da banda sonora de "O fabuloso destino de Amélie Poulain", actuou a 04 de Julho no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Voz, no dia seguinte na Casa das Artes de Famalicão e finalmente ontem, 06 de Julho no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.
O último trabalho de originais do músico, editado no ano passado, é também a banda sonora "Tabarly", registada para o documentário com o mesmo nome.
Yann Tiersen apresentou no seu regresso a Portugal algumas novas composições que farão parte de "Dust Lane", novo disco de originais a editar no final de 2009.

Curtas...

Tuesday, July 07, 2009 | 1 Comments


Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar essa pessoa dos nossos sonhos e abraçá-la.
Clarice Lispector
Houve tempo em que me irritavam aquelas coisas que hoje me fazem sorrir. E uma delas, que quase todos os dias me lembram, é a insistência com que os homens quotidianos e activos na vida sorriem dos poetas e dos artistas. Nem sempre o fazem, como crêem os pensadores dos jornais, com um ar de superioridade. Muitas vezes o fazem com carinho. Mas é sempre como quem acarinha uma criança, alguém alheio à certeza e à exactidão da vida.
Isto irritava-me antigamente, porque supunha, como os ingénuos, e eu era ingénuo, que esse sorriso dado às preocupações de sonhar e dizer era um eflúvio de uma sensação íntima de superioridade. É somente um estalido de diferença. E, se antigamente eu considerava esse sorriso como um insulto, porque implicasse uma superioridade, hoje considero como uma dúvida inconsciente; como os homens adultos muitas vezes reconhecem nas crianças uma agudeza de espírito superior à própria, assim nos reconhecem, a nós que sonhamos e o dizemos, uma qualquer coisa diferente de que eles desconfiam como estranha. Quero crer que, muitas vezes, os mais inteligentes deles entrevejam a nossa superioridade; e então sorriem superiormente, para esconder que a entrevêem.
Mas essa nossa superioridade não consiste naquilo que tantos sonhadores têm considerado como a superioridade própria. O sonhador não é superior ao homem activo porque o sonho seja superior à realidade. A superioridade do sonhador consiste em que sonhar é muito mais prático que viver, e em que o sonhador extrai da vida um prazer muito mais vasto e muito mais variado do que o homem de acção.
Em melhores e mais directas palavras, o sonhador é que é o homem de acção.
Sendo a vida essencialmente um estado mental, e tudo, quanto fazemos ou pensamos, válido para nós na proporção em que o pensamos válido, depende de nós a valorização. O sonhador é um emissor de notas, e as notas que emite correm na cidade do seu espírito do mesmo modo que as da realidade. Que me importa que o papel-moeda da minha alma nunca seja convertível em ouro, se não há ouro nunca na alquimia factícia da vida? Depois de todos nós vem o dilúvio, mas é só depois de todos nós. Melhores, e mais felizes, os que, reconhecendo a ficção de tudo, fazem o romance antes que ele lhes seja feito, e, como Maquiavel, vestem os trajes da corte para escrever bem em segredo.

15-5-1930
Livro do Desassossego por Bernardo Soares. Vol.II. Fernando Pessoa. (Recolha e transcrição dos textos de Maria Aliete Galhoz e Teresa Sobral Cunha. Prefácio e Organização de Jacinto do Prado Coelho.) Lisboa: Ática, 1982. - 360.
Cá por casa vai dar-se uma metamorfose... não só da casa, mas de muitas outras coisas: da nossa empresa, das nossas vidas, de nós mesmos.

Ondas de Paixão

Saturday, July 04, 2009 | 1 Comments

A linha invisível que percorre a espinha
essa onda que desce lânguida pelo ombro
que desliza a tua mão pelo fecho do meu vestido
é a tempestade, o poder, o assombro
cais último do pulsar febril dos perdidos.
Para satisfazerem a curiosidade espreitar aqui ;)

Tim Burton (Edward Scissorhands, Beetlejuice) attempts to work his gothic magic over one of the best loved stories of all time... Lewis Carroll's 'Alice In Wonderland' and 'Through the Looking Glass and What Alice Found There', which first told the story of a young girl, who after following a rabbit down a hole, is transported to a strange world. Whilst the disney version of the tale relied on sweetness and light to delight the audience, Burton fans can be sure to look out for the same cartoon traits as earlier masterpiece 'The Nightmare Before Christmas'. :)

Afternoon Beauty Gifts

Wednesday, July 01, 2009 | 1 Comments

Beauty mesmerizes...
it's like a spellbound.

In your arms

Wednesday, July 01, 2009 | 2 Comments

É nos teus braços que recupero da aspereza do dia, do cansaço, das tormentas, dos limites arrancados ao corpo e à alma.

About

Mei and Arawn