Um Amor Insólito

Friday, January 22, 2010 | 5 Comments



És o meu sonho de olhos abertos. Sem truques de câmara, sem realizador nem argumentista. Aninho-me nesse lúcido deambular dos dias, na esteira morna de abraço que me relembra a meninice. Gosto de ser o que sou contigo. Disse-te logo, quando nos enamorámos disto que somos juntos, que te amava pelo que sentia ser quando estou contigo. O meu amor por ti é isto. Não é mais do que a minha densidade de sangue feita pele e oxigénio. Esta percepção plena de veracidade, pulsante realidade imperfeita, assimétrica, incompletude do que ainda queremos ser.
Pode-se amar de muitas maneiras. Pode-se amar à distância, pode-se amar ao perto, pode-se amar sem saber, pode-se amar sem compreender, pode-se amar este, aquele e a outra. Eu amo-te nesta imperfeição constante que sou. E lá por causa disso, nunca te amei por seres perfeito. Se o fosses, serias um anormal! :) Não que não goste de anormais! Mas prefiro-te a ti, porque te sei. E depois, uma rapariga como eu só precisa de algumas poucas coisas, de uma mala cheia de cores e amores, daquelas vermelhas com rodinhas, para ser transportada com elegância. Por este andar vou precisar de um camião TIR! Já são 18 anos de felicidade, que felizmente (!) não ocupa espaço.
Parabéns a nós os dois e a esta nossa viagem que já arrecada muitas milhas!

5 comentários:

Isabella said...

Muitos parabéns aos dois!
É muito bonito ver um amor assim tão forte manter-se ao longo de tantos anos.
Espero que continuem assim, lindos e enamorados para toda a eternidade!
Bjs
Isabella

Marisa said...

Obrigada Isa!
Olha quem fala!!! :D Eheheh

Beijinhos grandes e abraço para ti e para o Pedro.

Lita said...

Olá!
Texto maravilhoso, parabéns!
Em relação ao teu último comentário, acho uma excelente ideia o lanchinho das meninas dos blogues. Vamos marcar a coisa? :)

Beijinhos
Élia

Duarte said...

Que bonito de tão bonitos que vocês são.
A coisa estranha-se, entranha-se, porque esse vosso conto encantado, que perdura, contagia as palavras, e em nós, nos nossos olhos, mesmo sabendo que não existe essa coisa da perfeição, pelo menos aqui.
São tão curtas as passagens, como foram os olhares, mas tão repletos, e são-no ainda, quando por acaso te cruzas comigo algures por aí. Enamoro-me. De ti. Desses dois que se confundem no esforço involuntário de ser um.

Um beijo com muita delicadeza.
Duarte

日月神教-任我行 said...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,a片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,性愛

About

Mei and Arawn