Cinemania em dia!

Friday, December 07, 2007 | 2 Comments

Hot Fuzz - Esquadrão de Província
Os maiores talentos da comédia britânica juntam-se para prestar uma entusiasmada mas ácida homenagem aos blockbusters americanos, com a saga do polícia Nicholas Angel (Simon Pegg), considerado pelos seus superiores demasiado bom para a cidade - sendo recambiado para a esquadra de uma aldeia da Inglaterra profunda. Para os verdadeiros amantes de acçao desmiolada, desconstrutiva de todos os clichés de aquém e além Hollywood, esta é uma comédia à la brittcom a não perder!

Shoot'em up - Atirar a matar!
Ora cá está mais um belíssimo exemplo de excelente cinema em versão reguila. Mais uma vez o desconstrutivismo dos clichés, o delicioso jogo que faz comichão na parte de trás do cérebro. Um cocktail de gambas com cenas hilariantes de acção em que um herói à Bugs Bunny - Clive Owen - mata à cajadada de cenoura e valentes pistolões, os malfeitores. Onde Mónica Belluci, sempre de corpete e saltos altos, faz juz à fantástica fama de femme fatal. A destruição maciça que este filme consegue chega ao cerne da incoerência da maravilhosa terra das oportunidades: os maluquinhos das armas, os caçadores, os obesos chatos que fazem barulho com palhinhas, os maus condutores que não piscam. E sai-se da sala de cinema com a sensação de ajuste de contas, de cruzada por todos aqueles que um dia também gostavam de ser uma action figure, mas sem grande jeitinho para isso. Um aplauso de pé para o grande super-vilão Paul Giamatti - lembram-se - era o igualmente grande Harvey Pekar de American Splendor, representante dos coninhas de arma na mão e que, nos intervalos dos tiroteios, liga para a mulher a avisar que é capaz de chegar mais tarde. Uma ovação das grandes, das de fazer doer as palmas das mãos!
Hitman - Agente 47
Baseado na sequela de jogos no topo das tabelas de vendas, vencedor de prémios, o Hitman (Tim Olyphant), apenas conhecido por Agente 47, é um assassino geneticamente desenhado que trabalha para uma misteriosa organização, chamada A Agência. As suas marcas são a delicadeza letal, a sua precisão inabalável e o orgulho no seu trabalho, mas vai ter problemas que cheguem quando a Agência decide limpar-lhe o sebo. Junta-se ao bolo o agente da Interpol que o persegue há anos e, como não podia deixar de ser, uma mulher linda de morrer para o tentar. De repente a exactidão da sua conduta vê-se ameaçada: os inesperados pesos na sua consciência e emoções desconhecidas instigadas pela misteriosa Nika. Um filme cheio de acção e muita cacetada, mas bem feito, com ritmo e interpretações razoáveis.
O Maravilhoso Mundo dos Brinquedos
Aos 243 anos de idade, o excêntrico dono da mais fantástica loja de brinquedos do mundo (Dustin Hoffman) decide reformar-se e passar o negócio para a sua jovem e insegura gerente (Natalie Portman). Um filme mágico, cheio de bons sentimentos, de crianças especiais e que nem são chatas nem nada. O cenário da loja é de tirar a respiração, as animações são bonitas e o gigantesco Dustin Hoffman está perfeito. Um filme fantasista para quem acredita que a magia ainda comanda as coisas belas da vida. Não é genial, mas é a não perder, pelo sorriso nos lábios que deixa.

Bússola Dourada
http://www.goldencompassmovie.com/Ver o trailer
Este filme tem tudo! É como na farmácia! E eu gosto!
Isto não é um filme, são dois ou três. Ou pelo menos um dia destes vai ser. Cenários de uma beleza estonteante, efeitos de animação digital perfeitos, lutas titânicas entre ursos polares falantes. Bruxas como senhoras dos céus, Gyptians nobres como viajantes dos mares, um mundo alternativo onde a alma de cada um é manifestada por um animal indissociável da pessoa. A heroína da história é uma miúda - Lyra - corajosa e frágil, numa interpretação perfeita de Dakota Blue Richards. Temos ainda Nicole Kidman e o oo7 Daniel Craig, para embelezar mais o ecrãn. Um história emocionante, à maneira de Never Ending Story, que nos cola à cadeira e que nos faz sentir miúdos de novo. Argumento inteligente e audaz, que junta lendas antigas e referências culturais tão diversas e ricas que parece estarmos dentro de um caldeirão da história ancestral dos primórdios celtas. Esta líndissima obra é baseada na trilogia fantasista His Dark Materials de Philip Pullman, escritor inglês e realizada por Chris Weitz (nomeado para Óscar da Academia). Esperemos pela sequela, com muita - imensa - ansiedade.
Uma dica: visitem o site, está lindíssimo e embora seja um pouco lento vale a pena, e podem inclusive conhecer o vosso demónio! Ora cá está o meu:


Podem não só corrigir o meu, como encontrar o vosso! Muito engenhoso.

2 comentários:

CresceNet said...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.

Paulo said...

sabes que o actor principal (o urso) é o meu amigo Snowball? o problema é que depois deste filme e de alguns rumores que ele andou enrolado com a Nicole, é que já não o posso aturar...

mas é um urso porreiro :)

Ps:era para sair hoje, mas estou tão cansado.. e amanhã tenho outro turno de 12 horas...
acho que vou ficar por aqui a cuscar o teu sentir e pensar

About

Mei and Arawn