Celebrating US!

Wednesday, December 10, 2008 | 5 Comments


Não há qualquer motivo especial.
A não ser continuarmos a saborear com avidez cada segundo da vida que partilhamos.
Não há qualquer razão cósmica.
A não ser a vontade férrea de transformar cada instante em momentos de eternidade relembrada.
Não há qualquer certeza entre nós.
A não ser o braço dado com que enlaçamos cada dia e que nos indica o caminho que queremos fazer juntos, mesmo que o alteremos caoticamente a nosso bel prazer. Mas que é sempre nosso!
Não há perfeição e nem é este o momento ideal.
Nem sequer se conjugam os céus a nosso favor e está um frio de rachar mas tão só porque simplesmente apetece.
Não há juras eternas.
Só os erros do passado que ultrapassamos, um a um, no nosso timing e a certeza de que hoje te quero ainda mais do que em qualquer dos 6528 dias que vivemos juntos até hoje! (sim eu contei-os!)
Não há frases feitas nem discurso para botar na mesa.
Apenas estas mãos abertas em par, o sorriso que me arrancas quando me tocas de fininho no nariz ou me levas às cavalitas porque os sapatos me estão a matar... o abraço protector que me dás sempre que preciso do teu colo. E quando não preciso também!
Não há fragilidades escondidas.
Apenas a inabalável convicção de nos reinventarmos como seres iguais nas nossas peculiariedades, resistentes e persistentes, rasando os nossos limites, desenhando novas estradas e defendendo sempre os nossos valores até ao último pingo do nosso maldito sangue.
Não há promessas de fidelidades fajutas.
Apenas a humanidade feita tropeção e a lealdade canina que nos temos e que por vezes dói ao ponto de nos romper a pele.
Depois de nos termos magoado, de termos errado, de termos acertado, de termos desejado o impossível e de continuarmos a pedir teimosamente por isso, apetece-me celebrar-nos. Nem que seja num qualquer tasco de esquina, na companhia de quem nos quer bem ou simplesmente numa dança a dois sob o luar gélido desta noite de Dezembro que agora se aproxima de nós com a promessa de se fazer nossa.
Emocionally yours, trully and without any reserve.
Marisa. 
Como acrescentarias, "The One and Only" ehehehe!!!

5 comentários:

Anonymous said...

Como responderia um amigo meu:

:)

Lita said...

LIndo, mágico, perfeito!
Parabéns!

Xana said...

É isso mesmo amigos! Há que celebrar o amor, sobretudo um amor como o vosso. Digno das mais belas histórias de amor. Mas melhor ainda porque é a sério! ;)E esquecer tudo o resto.

TiAgo said...

Vcs são tão uiiindos!

R&R said...

O vosso amor inspira!
E apetece-me celebrar-vos.
Podiam mto bem ter inspirado figuras como Bonnie and Clyde, Maxwell Smart/Agente 99, Greg&Dharma, Neo/Trinity, Guinevere e Lancelot... e por aí fora.
São intensos.

About

Mei and Arawn