Let's take a walk into the wild?

Thursday, December 18, 2008 | 6 Comments


Adoro as nossas caminhadas. As curtinhas. As longas. As assim-assim. Cá dentro. Lá fora. 
Esse sentir vívido da brisa no rosto, o peso do ar frio nos pulmões. Gosto da tua mão por perto, a puxar-me quando preciso.
Exigir de ti. Ver-te zangado comigo por esperares sempre mais. Melhor. Mais forte. Concentrada. Recta. Vertical. Persistente.
Mais. 
Na vida tomámos alguns atalhos, nós os dois. Sinuosos por vezes. Alguns bem traiçoeiros. Descobrimos trilhos de montanha que não conheciamos.
A floresta, essa eterna feitiçeira, pregou-nos partidas fintando-nos com seres de ilusão e de deslumbramento. Propôs-nos trilhos secretos.
Tentamos cartografá-los, prevê-los, mas há sempre o inesperado da viagem que apenas se revela a quem caminha. 
E ganhámos alguns arranhões. Mas alguém disse que a mais bela das criaturas, a mais vivida de todas tem sempre cicatrizes. O corpo é para se usar e a alma também. É para se viver. Gastar sem receio. 

Chegar ao sopé da montanha e olhar o horizonte ao teu lado é algo que anseio mais do que a vida. Como conquistadores de território inóspito, capturamos na alma o gosto sublime da contemplação que apenas os audazes conquistam. Com o sabor do sangue a escorrer nos lábios fustigados pela intempérie e os joelhos esfolados num qualquer rochedo mais pontiagudo.
Que o universo se resuma a este sentimento de plenitude. Que tudo o mais desapareça e que a nossa pulsação se harmonize em compasso com o pulsar da terra, o inclinar das árvores, o roçar das folhas, o marulhar arrepiado dos mares.
Como se tudo fosse um relógio ancestral afinado na mesma mágica cadência.

Em momentos assim, em que tudo faz sentido, pode muito bem desaparecer o mundo, os outros, as suas opiniões e julgamentos das nossas opções e dos nossos trilhos.

Porque no final do dia o horizonte continuará nosso por legítimo direito!

6 comentários:

anysilva said...

Yes maninha!!Na verdade só há duas maneiras de se abordar a vida: como uma vitima, ou como um galante lutador!e tu és sem dúvida a segunda1Temos de decidir se queremos agir ou reagir, e, se não nos decidimos a lidar com a vida, será sempre ela a lidar connosco.A maravilhosa riqueza da expereiencia humana perderia muita da sua alegria compensadora se não houvesse limitações a superar, a hora de chegar ao cume não seria metade da maravilha que é, se não houvesse vales sombrios a atravessar|O nosso caminha não é de relva macia, é um trilho de montanha cheio de pedras, mas é para cima e para a frente, em direcção ao Sol, que devemos sempre caminhar!Temos de prosseguir, quer queiramos ou não, e andaremos melhor com os olhos postos no que está à frente do que com eles sempre virados para o que ficou para trás!Por isso maninha aprendi que a coragem não era a ausência de medo, mas o triunfo sobre ele, eu própria senti medo mais vezes do que posso recordar, mas fi-lo por trás de uma máscara de arrojo!o Homem intrépido não é aquele que não sente medo, mas aquele que vence esse medo!Por isso tudo o que temos que fazer é olhar a direito e ver a estrada, e, quando a virmos, não nos sentarmos a olhar para ela- mas sim caminhar!Não pedimos para caminhar por caminhos fáceis,nem para suportar um fardo leve, dai-nos sim a coragem para escalar os picos altos sozinhas e transformarmos cada bloco em que tropecemos num degrau de pedra.É preciso reflectir sobre a serenidade necessária em tempos dificeis, todos nós enfrentamos um mundo em mudança em que a tranquilidade e segurança desapareceram do dia a dia. Um mundo de guerra,actos de terrorismo, longas filas de refugiados, porém, é também tempo de continuar em frente, enfrentar o medo com que temos de viver, aprender a lidar com a adversidade e construir um mundo melhor! Coragem para nós e Força maninha para ti!Ficamos espantados com a nossa capacidade de ser corajosos- os seres humanos são, de longe, mais valentes do que alguma vez julgaram possível!Força maninha e aguenta, serena, recta, forte, vertical, concentrada,como sempre foste e és, tu és fibra! Os tempos duros não duram-as pessoas duras sim!por isso enfrenta a vida firme como um rochedo no mar, imperturbável e inamovivel pelas ondas que se erguem contantemente!Os obstáculos do caminho dos fracos são as pedras que pavimentam o caminho dos fortes!E no final do dia como dizes o horizonte continuará nosso por direito!Até amanhã maninha do meu coração! Amo-te muito!

Mei said...

Olá maninha!
É muito bom ter-te por aqui no nosso cantinho.
Estou muito feliz pelo nosso reencontro, pela disponibilidade que sinto nas tuas palavras e sobretudo nos actos. Para nos podermos conhecer de novo. Como um novo começo. Sabe tão bem.
Tenho tanta, tanta coisa para te contar. Tantas aventuras. Tantas coisas bonitas, sítios encantados, mistérios para partilhar. Mas acredito que ainda vamos a tempo. Sei que vamos a tempo, sim, sinto-o. Vai-se sempre a tempo, se houver a vontade e os braços abertos para receber tudo aquilo que te quero dar.
Esta é a melhor prenda de natal de sempre, minha querida. Termo-nos uns aos outros! De alma e coração.
Beijinhos muito ternos.
Adoro-te!

wholesale jewelry said...

how can you write a so cool blog,i am watting your new post in the future!

游戏秘籍网 said...

After reading the information, I may have different views, but I do think this is good BLOG!

alerts said...

It seems different countries, different cultures, we really can decide things in the same understanding of the difference!
nike shoes

www.jsfishnet.com said...

See you in these things, I think, I started feeling good!
Sports Net

About

Mei and Arawn