Fisgadas

Monday, January 12, 2009 | 2 Comments


Não gosto mesmo nada de riquismos...
dos novos ou dos velhos riquismos.
De tiques de peculiariedade rídicula
de desprezar os "inferiores"
de desprezar o seu trabalho
de desrespeitar as suas dificuldades
de superiorizar capacidades que apenas 
valem muito num certo mundinho
mundinho protegido por cús gordos
por gente anafada e pouco crítica.
Pouco formada. Pouco culta.
Pouco sensível. Pouco tudo.
Que se faz passar por muito.
De idolatrar os "maiores"
exemplos infelizes de sucesso.
De substituir na vida o essencial pelo acessório
de rir dos outros, de desfilar línguas bifidas
e lamber com crítica negativa tudo e todos.
Não gosto dos que acham que 
têm o direito de dizer tudo o que lhes passa 
pela moleirinha, doa a quem doer!
Aceitem: ninguém tem de vos ouvir!
Até porque isso não é franqueza, 
é simplesmente má educação.
No meu mundo o silêncio certeiro e a delicadeza
ainda são o segredo da vitória dos fortes.
Gosto muito de pessoas que dizem muitas vezes "obrigada"
e " se faz favor" e " com licença". "Bom dia"
Decididamente não gosto mesmo de miúdos mimados
nem sequer de miúdas mimadas, mesmo as giras!
Apetece-me atirar-lhes com fisgas!
A sério!

2 comentários:

Nuno said...

É isso mesmo! Muito bom Jamaica.
De facto o que não falta são empertigados a precisar de umas boas palmadas... ou fisgadas!
É dar-lhes com força mesmo a ver se perdem as manias :D

João said...

Dei um saltinho aqui e gostei muito. Não sabia que escrevias coisas tão giras. Está impecável o blog. Parabéns!
Este texto está na "mouche"!

About

Mei and Arawn