That's Not my Name!

Monday, January 19, 2009 | 4 Comments


Curioso as coisas que nos chamam... consoante o estado de hu(a)mor! 
Estas palavras, meus amigos, funcionam como portas secretas para a alma e funcionam por mimetismo.

I. Quando gostam de nós e nos querem engatar: querida, linda, fofinha, giraça, princesa, jeitosa...
II. Quando gostam muito de nós e já estamos engatados: amiga, amiguinha, querida, linda, fofinha, sweety, maninha, sugarpumpkin, sweetpea (estas 2 últimas pensava eu que eram da minha criatividade espantosa, mas é a tal coisa do mimetismo, e a imitação é a forma mais sublime de elogio, dizia a minha avó que era uma mulher sábia!)... por vezes tb surge o jeitosa, giraça, boneca, princesinha, fada...
III. Quando começam a desconfiar que afinal não gostam assim tanto ou simplesmente nos querem colocar "no lugar" ou chatear: menina, rapariga, ou simplesmente "olá"
IV. Quando afinal até não nos gramam mesmo nadinha ou andam a ouvir comentários mais venenosos acerca das nossas pessoas: cara, minha senhora, o tal "olá" mas desta vez mais ríspido e por vezes sem sequer ter direito a acento (!); ou pior... pelo nosso nome, mas usado de uma forma que faz lembrar a nossa mãe a chamar-nos à janela, quando nos esperava com um tabefe à entrada de casa! :D

Eu cá, hoje em dia, prefiro mesmo o meu nome. Curto. Simples. Sem interpretações. Sem tabefes por favor, que não sou dada a masoquismos. Se forem mais afoitos e se der confiança, gosto muito de termos carinhosos ou malandrecos ;) Mas sem lamechices que isso é peganhoso ou ordinarices que tenho um problema crónico com palavrões fora do contexto! Mas sejam imaginativos, por favor. Like you really mean it!

Decidi acrescentar algumas contribuições a ver se pegam, pelo menos de melaço: Pimpolha, Caramelita, Regueifinha, Pardalita, Sugarlips, Bolinha de Neve e agora é que vai ficar mais giro... Patroinha, Xuxu, Refeguinha, Tinyfüher, Bossybitch, Helguinha, ÓhFilha (mas usem só acompanhado de uma bela palmada no rabo). Tenham medo, muito medo, porque estes vão andar nas bocas do mundo!

4 comentários:

Isa said...

Eh lá! Por acaso já pensei nisto várias vezes, mas nunca verbalizei. Mas tens razão. As pessoas mimam-nos ou castigam-nos com palavras. E com atitudes também.E mudam muitas vezes a forma como nos tratam sem percebermos porquê. Quando percebemos, já é bom. Mas muitas vezes é por puro capricho, humor ou má influência. Quando se está de má vontade não há volta a dar. É ter paciência. Beijos amiga. Gosto de ti, está visto! :)

golddust said...

Qto a nomes ternurentos já ouvi alguns mto bons, de levar qq um ao vómito: desde mori, c pronúncia do norte ao pincezu, q é para aquelas q não sabem q o feminino de princesa é príncipe venha o diabo e escolha. Mas está nice o post. As pessoas mudam mesmo rápido de opinião, de amizades, de formas de tratar e gostar, às xs levianamente. Fica bem. Bjos boneca.
ÓhFilha, sabes q toda a gente q agora aqui escrever vai usar um nome ternurento contigo?

Mei said...

AHHHHHHHH AHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!

PINCEZU é demais!

Bjs, Golddust.

Deirdre said...

Hi, Stacy, só faltava cá isto: http://www.youtube.com/watch?v=6UX0p7uAW2s
lololol
kiss

About

Mei and Arawn