anoitece

Thursday, August 17, 2006 | 1 Comments

anoitece.os cães uivam como lobos. as pessoas desaparecem das ruas. chove. o frio repassa o ossos mais rijos. a casa dorme. pego nas chaves.trinco uma maçã. a ultima. engulo a custo.hoje doi-me mais a garganta. o médico supõe amigdalite. eu sei que é apenas da raridade que é dedilhar as cordas vocais. doi-me o peito do cansaço que é respirar. é como se alguém se tivesse esquecido de um saco de pedras duras aqui. esta calma é um mar de sargaço. ajeito a camisa como que a suster o calor. fecho os olhos que fervem. inspiro. saio para a rua à procura do cheiro a gente viva. à procura da noite acessa nos cafés e nas montras. à procura de palavras acostumadas a bocas.

1 comentários:

Jorge said...

Despertar

Nesta manhã de janela de Inverno, a luz do meu amanhecer seria contemplar teu despertar.
Salpicar teu leito com coradas pétalas de rosas, mas não em demasia pois a frescura e a vida que jorra por entre os lençòis de cetim são os contornos amenos de teu corpo.
No ar misturam-se sabores como se estivessem a fazer amor. O pão torrado acabado de ser banhado a manteiga com a mesma ternura como se estivesse a acariciar teu corpo... Leite fresco ainda a fumegar numa caneca que encontrei no alto de um dos armários de madeira que conta os anos de história e recordações dessa casa. Recordações que não são minhas mas que se apresentam a meus olhos em cada lasca de madeira, em cada superficie de pedra, em cada colher. Na caneca adicionei uma pequena dose de café forte. E essa mistura faz-me lembrar a simplicidade e suavidade de teu rosto misturado com essa força de espirito que corre em tuas veias.
E nesse bailado de aromas e sabores, o abrir de teus olhos, como se fosse o acordar para a vida... E nesse instante acabamos juntos por pintar a mais linda tela que um despertar matinal possa almejar.

Bom dia menina linda @-;--

About

Mei and Arawn