Não ouvia há imenso tempo esta música e quando a ouvi na madrugada de sexta no rádio, a caminho de Madrid, tive uma vontade súbita de a ouvir repetidamente. Gosto muito destes senhores - The Cranberries - e esta música é uma das minhas preferidas. Da nossa Jukebox com amor, para a nossa família: para aquela em que nascemos e para aquela escolhemos e que nos acolhe ao longo da vida, nos vários partos em que vamos renascendo. Que fique o que importa do conceito de família, a união nos mesmos laços ancestrais: fraternidade de sentimentos, de valores e de actos. É esse o sangue que nos corre nas veias e que nos une em cada dia que passa. Parabéns a nós e parabéns a ti meu amor, por mais este importante passo para lá da quotidiano, do senso comum e da efemeridade das relações.


Ode to my Family - The Cranberries

3 comentários:

SAM said...

E aposto que foi na M80 ou na Kiss :)

A Espanha tem ótimos canais de rádio, como eu nunca vi (ou melhor, ouvi). Acho que é uma das suas áreas de grande variedade.

E Madrid é prova dessa variedade, aonde se vê produtos, lojas, pessoas de todos os feitios, numa cidade que é, ao mesmo tempo, calma como cidade pequena e cosmopolita como cidade grande de trânsito insano.

A música foi um bom regresso ao passado, para mim. Obrigado :)

Xana said...

A voz dela é fantástica e esta música é linda. Há muito que não a ouvia. Obrigada pela lembrança.
A família que escolhemos é de facto a que mais importa. Os laços de sangue são pouco reais comparados com outros laços bem mais fortes que nos ligam à vida.
Muito bonito, Marisa.
Bjs!

Chihiro said...

A música é linda.
Tornamo-nos aquilo que os outros fazem de nós e pela mão de quem nos ama deixamo-nos moldar.
A família essa, é uma dádiva que nos fortalece e dá sentido ao que somos. Aquela em que nascemos e a que escolhemos, parte do mesmo, parte de nós.
Obrigado pelo miminho, obrigado por fazerem parte da família ;)

About

Mei and Arawn