Lilac Wine Lilac Love

Friday, July 04, 2008 | 5 Comments



Lilac Wine - Katie Melua

I lost myself on a cool damp night
Gave myself in that misty light
Was hypnotized by a strange delight
Under a lilac tree
I made wine from the lilac tree
lost my heart in its recipe
It makes me see what I want to see
and be what I want to be
When I think more than I ought to think
Do things I never should do
I drink much more than I ought to drink
Because it brings me back you...

Lilac wine is sweet and heady,
like my love
Lilac wine, I feel unsteady,
like my love
Listen to me...
I cannot see clearly
Isn't that he coming to me nearly here?

Lilac wine is sweet and heady where's my love?
Lilac wine, I feel unsteady, where's my love?
Listen to me, why is everything so hazy?
Isn't that he, or am I going crazy?
Lilac Wine, I feel I'm ready for my love...
fell I'm ready for my love!

Nunca sei bem que música gosto mais quando se fala de Katie Melua, mas esta está no meu Top3. Adoro músicas assim, tão sussurradas, mornas, voluptuosas. São como carícias no ponto G do cérebro.

5 comentários:

Chihiro said...
This comment has been removed by the author.
Chihiro said...
This comment has been removed by the author.
Chihiro said...

Ouvi-la tornou-se um mergulho do lado de dentro de mim. Um suspiro morno, uma incursão entre pensamentos e emoções, gosto de todas as músicas quer pela melodia quer pela letra que fico a trautear baixinho em tom inaudível, esta lembra-me mais de ti pela cor, pela memória de uma fugaz lilás, num dia de nostalgia e cúmplicidade.

Chihiro said...

Desculpa mas o pc bloqueou e cliquei vezes demais no publish :P

golddust said...

Esta música é como tu.
Uma carícia lânguida como a tua voz.
Ficava a noite toda a ouvir-te se pudesse. Já te escrevi muitas vezes. Noutros tempos. Respondeste sempre. És tão delicada!
Escrevi para a rádio a pedir que te chamassem, que não podia conduzir o carro sem te ter ali ao lado. Que não podia passar sem o teu riso cristalino, as palavras ternas sempre à mão,a lucidez, o pensamento desformatado, o humor que brotava de forma inteligente e natural. Sinto mesmo a tua falta no éter! A Antena 3 nunca mais foi a mesma sem ti. Que pena. Deixei de a ouvir porque associava os separadores musicais ao início do programa que fazias. E ficava sempre na impaciência de te ouvir.
Hoje soltei as palavras para te dizer isto.
Espero que as leias.
Bjos.

About

Mei and Arawn