Quando eu era uma teenager inconsciente (entretanto não sei se me curei!) esta era uma das minhas músicas favoritas dos Depeche Mode. Recorda-me a minha primeira perda. O primeiro amor tolhido numa morte trágica e estúpida. O meu primeiro revés na fé. Hoje sonhei com esta música e achei que já estava em condições de partilhá-la convosco. Não sei se os sonhos têm som mas o meu estava tingido pelos afectos e pela densidade que estas notas continuam a produzir em mim e foi com os olhos inundados que acordei. Foi com a alma plena pelo que a vida me trouxe em retorno que me levantei para mais um dia com aqueles que amo.

3 comentários:

lambao said...

és linda miúda!
bjs

Anonymous said...

Obrigada por teres trazido esta musica que tambem era uma das minhas favoritas de outros tempos. Ainda a relembrei e cantei com as lágrimas nos olhos, mas lágrimas estas de emoção pela recordação que me trouxeram dos sentimentos tão singelos de à 15 anos atrás. Parabéns pelo blog. Beijinhos. Cláudia (Braga)

Mei said...

Olá Cláudia.
Ainda bem que gostaste. Por vezes há sons, cheiros, locais que despertam em nós recordações tão fortes e vívidas que parece que regressamos no tempo a esse momento cristalizado de vivência. O importante é fazerem parte de nós como uma pele protectora e identificativa, que nos faz lembrar quem fomos e que nos abre caminhos para o que seremos.
Beijinhos doces.
Marisa

About

Mei and Arawn